Páginas

sábado, 19 de janeiro de 2013

Entrevista com Meire Lima

Psicóloga de grande experiência, excelente profissionalismo e extrema competência,Meire nos concede a honra de sua participação aqui conosco no Educação & Cia, nos falando sobre alguns transtornos como autismo e sobre outros diversos temas, veja mais essa imperdível e muito interessante entrevista:

1-O que a levou à escolha de psicologia para seu campo de atuação profissional?

 Sempre me interessei por conhecer melhor a mente humana, a psicologia me fascinava. E o que ajudou na minha escolha foi um professor de psicologia que eu tive no ensino médio, naquela época tínhamos aulas de psicologia. Foi aí que meu interesse em aprofundar nesse campo surgiu.

2-Atualmente no ensino público existe o Atendimento Educacional Especializado (AEE). Qual a importância desse acompanhamento, visto que, as crianças com necessidades especiais já possuem o acompanhamento médico especializado?

 O tratamento médico especializado trata somente das questões médicas. É necessário que essas crianças sejam inclusas, tanto no ensino, como no convívio social. Com isso, é necessário que os professores estejam preparados para receber e ajudar no processo de ensino e aprendizagem dessas crianças.

3-Qual a relevância da psicologia nos cursos superiores, em especial os cursos direcionados ao ensino?

 É fundamental que as pessoas possam aprender sobre psicologia, isto é, sobre o funcionamento da mente humana. Principalmente nos cursos de pedagogia, para que o futuro professor possa entender como ocorre o processo de aprendizagem na criança, adolescente e mesmo nos adultos, para que eles possam compreender a individualidade das pessoas e assim poder oferecer o melhor para cada um.

4-Tendo em vista que a sociedade se modifica cada vez mais, qual a validade de ambientes como a brinquedoteca?

 O mundo se modifica, mas o brincar e a necessidade de as crianças brincarem nunca se modifica, é assim que a criança aprende e elabora seus conteúdos psíquicos. Brincar é fundamental para o desenvolvimento das crianças.

5-Apesar dos muitos "ramos" da psicologia, a psicanálise continua sendo a mais conhecida e procurada. Por que isso ocorre? Autores como Freud, Piaget dentre outros são os responsáveis por essa "fama"?

 Eu não sei se hoje em dia a psicanálise é a mais procurada pelas pessoas, geralmente as pessoas querem algo rápido e pontual e acabam procurando as terapias comportamentais. Mas se você quer realmente se aprofundar no autoconhecimento a psicanálise é a mais indicada. Mas desde a época do Freud até os dias atuais sempre houve muitos adeptos e muitas pessoas contra. Freud é o pai, o criador da psicanálise. O Piaget foi um grande descobridor de como a criança aprende e se desenvolve, sendo sua teoria fundamental para quem estuda a pedagogia.

6-O autismo até então não era considerado uma deficiência, só foi reconhecido como tal após a sanção do projeto de Lei 168/11, pela presidente da República Dilma Rousseff. O que gerava controvérsias em relação à esse transtorno? Existe causa específica para essa limitação?

 Até hoje é difícil saber como uma criança se torna autista, existem várias teorias e pesquisas no assunto. O fato é que existem alterações cerebrais nos autistas e graves problemas nos relacionamentos interpessoais. Mas ninguém sabe o porque isso ocorre. Psicanalistas defendem a ideia de que o problema está no relacionamento com as figuras parentais e os médicos alegam problemas no funcionamento cerebral.

7-Muitos pais ao terem filhos com necessidades especiais "adoçam" comportamentos agressivos e não adequados das crianças. Isso é saudável ou prejudicial ao desenvolvimento dos indivíduos? Por quê?

 Muitas vezes os pais tem pena da criança especial e acabam super-protegendo, isso naturalmente não é bom, nem com crianças ditas "normais" e nem com as crianças especias. O limite é bom e necessário para todas as crianças. Mas é sempre bom investigar a agressividade pois pode estar relacionada com problemas psiquiátricos ou mesmo neurológicos. As crianças autistas por exemplo, podem ficar muito agressivas quando algo fora da rotina acontece.

8-O que é a Síndrome de Burnout? Quais seus sintomas?

 A síndrome de burnout está ligada ao stress. Hoje em dia é comum pessoas muito estressadas pelo cotidiano. Todo mundo trabalha muito, geralmente se alimenta mal e não pratica exercício físicos. Isso pode tornar uma pessoa uma bomba relógio e uma hora acaba explodindo. Grotescamente falando, essa seria a analogia com o burnout. Alguns sintomas como insônia, cansaço, dores pelo corpo, estômago, entre outros indicam o stress que precisa ser tratado para não chegar a ter um burnout.

9-Ainda sobre Síndrome do Desgaste Profissional, qual sua causa e prevenção?

 A causa é o próprio dia-a-dia, as pressões e exigências no trabalho e a prevenção para não ter problemas de saúde é ter uma vida saudável e lazer.

10-Em sua carreira, qual foi o momento mais surpreendente e o mais desafiador?

 Na minha carreira todos os dias são surpreendentes, a gente nunca sabe o que o paciente irá trazer, acontecem coisas incríveis na vida das pessoas todos os dias, tanto do aspecto positivo, como negativo. E por isso o desafio também está no dia-a-dia. Cada pessoa, com suas histórias de vida e tentar ajudá-las é um grande desafio.

11-Que mensagem você deixa aos nossos internautas?

 Minha mensagem é Façam Terapia! O autoconhecimento é imprescindível para o crescimento pessoal e profissional, assim como para os relacionamentos interpessoais.

2 comentários:

  1. Adoro seu Blog. Muito interessante,essa entrevista superou minhas expectativas!!Excelente abordagem e convidados ótimos e que sabem do que estão falando!Muito bom! Parabéns!

    ResponderExcluir